segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Caminhos do socialismo

Tenho falado sempre do livro “Marxismo, Modernidade, Utopia” e de seus autores Michael Löwy e Daniel Bensaid, principalmente no tocante à atualidade do pensamento de Marx nesta época de “barbárie” e de vigência do capitalismo “pós-moderno”.
Michael Löwy, nascido em São Paulo em 1938 é um pensador alinhado ao Materialismo Histórico, radicado na França, onde trabalha como diretor de pesquisas do Centre National de la Recherche Scientifique, em Paris.
O francês Daniel Bensaid, natural de Toulouse (1946) é hoje professor de filosofia na Universidade de Paris. Fez parte do secretariado da IV Internacional, trabalhando também no Centre National de la Recherche Scientifique.
Procurei uma ponte de acesso ao livro na web e não consegui. Mas os links abaixo levam ao pensamento dos autores, o que, sem dúvida proporcionará aos leitores interessados um melhor contato com as suas idéias, sem dúvida importantíssimas em nosso momento histórico. Bom proveito...

Abaixo o endereço para uma entrevista de Michael Löwy:
http://www.socialismo.org.br/portal/filosofia/154-entrevista/352-marxismo-modernidade-e-utopia
E o de um artigo de Daniel Bensaid:
http://www.esquerda.net/index.php?option=com_content&task=view&id=4473&Itemid=121

6 comentários:

gauchescas disse...

"Os irredutíveis" é também outra obra digna de se conhecer dos dois autores.
Mas além disso ambos são pesquisadores dos caminhos da luta de classes nos dias de hoje, e analisam com profundidade as alternativas que se apresentam nesta "pós-história" em que (dizem) estamos vivendo.
Vou ler a entrevista de Löwe e depois, se necessário, comento alguma coisa.

Jonga Olivieri disse...

Deles apenas conheço o livro “Marxismo, Modernidade, Utopia” e mais as matérias indicadas na postagem.
Mas vou procurar outras publicações não somente na internet, como nas livrarias.

gauchescas disse...

Sem dúvida Löwe faz um excelente análise do atual estágio das classes dominadas e sua extensão real. Como dizes no teu artigo, são as bases para o Socialismo (real) nos dias atuais.
Bensaid por seu lado disseca num artigo muito claro a revolução russa e suas contradições a partir do Stalinismo.
Excelentes os dois links.
De qualquer maneira recondo a leitura de "Os irredutíveis". Vale conferir.

Jonga Olivieri disse...

Ok Ieda, vou procurar "Os irredutíveis" nas livrarias.

maria disse...

Há tempos você fala deste livro.
Vou procura-lo. E também o outro indicado pela Ieda.
Mary

Jonga Olivieri disse...

Você vai gostar porque é um livro muito esclarecedor.