terça-feira, 28 de outubro de 2008

Sinuca de bico

Durante muitos anos torci pelo declínio da Rede Globo. Afinal, o “produto mais bem acabado da ditadura”, a “vênus platinada”, e outras designações que surgiram para a líder absoluta da TV aberta, precisava ter alguma similar que a ela se emparelhasse e a ameaçasse como truste da comunicação. No capitalismo a concorrência é necessária, e sem ela as coisas tendem ao acomodamento e a se nivelar por baixo.
Hoje estamos assistindo – ao vivo e a cores – vários de seus programas caírem assustadoramente, perdendo posições anteriores, quase tidas como imbatíveis. Mas, o que parece o fim de um problema pode ser o embrião de um outro maior ainda.
A Record vem subindo e procurando disputar com ela o cetro de maior audiência. A grande questão é que esta rede é propriedade do famigerado bispo Macedo, e trás em seu encalço a Igreja Universal do Reino de Deus, uma fábrica de ludibriar almas inocentes e perdidas no “vale das sombras”. A verdade é que Macedo faz os Marinho parecerem santas criaturas.
Por muito tempo, o SBT chegou a ser o concorrente mais evidente. Juro que não acho o senhor Abravanel flor que se cheire, mas entre ele e o referido bispo... Ah, se fosse eleição poderia até fazer como na recente – pela prefeitura do Rio – e anular o meu voto. Mas não se trata disso. E, infelizmente, nessas horas tem-se que reconhecer que o povo brasileiro não tem muito para onde correr, pois pode escapar da toca da onça e cair nas garras de um tigre faminto. Uma verdadeira sinuca de bico...

8 comentários:

gauchescas disse...

O que nos marcou foi o fato da Rede Globo ser o 'produto mais bem acabado da ditadura'. O que é uma verdade.
Já Vênus Platinada tem a ver com estrelas, mas que é um lado positivo porque a Globo tornou-se uma porta de empregos para a classe artística, no Brasil, geralmente à margem do processo industrial.
Mas de fato é duro ver o Bispo Macedo nesta disputa. Tu bem disseste que junto dele até o Roberto Marinho foi um anjinho.

Jonga Olivieri disse...

Este lado, bem lembrado por você é digno de nota. Mas, a própria Record, que também embarcou nas telenovelas tem um comportamento parecido e está contratando mitos artistas. O folhetim faz parte do cenário da TV brasileira.
Quanto ao bispo Macedo, falei que "os Marinho..." parecem anjinhos, referindo-me aos filhos (1) que hoje dirigem a emissora. E não ao dr. Roberto, como era mais conhecido o "senhor da aldeia global", um fenômeno semelhante ao de Chateaubriand, algumas décadas antes.
Este era uma raposa velha, astuta e que fechou com o governo militar (1964/85), participando de forma direta da descarada entrega deste país às mãos do grande capital internacional.
Operação que foi finalizada pelo canalha FHC e suas doações. Como a da Vale do Rio Doce.

(1) Não que não sejam uns grandes filhos da puta, mas junto do pai (que o diabo o tenha), não são nada.

Anônimo disse...

Você e esta sua implicância com a Globo. Coisa antiga.
Otávio

jr disse...

Isto é a Reeede Grôôôbo! No ar mais um campeão de audiência etc e etc.
Mas a Ieda tem toda razão. Eles ajudaram muito os artistas deste país e lançaram um "star system" entre nós.
Já pensou se não fossem eles aobde estariam todos esees artistas?
É isso aí meu!

maria disse...

É difícil saber quem é o pior.
Afinal de contas, Silvio Santos ou o Bispo Macêdo são figurinhas asquerosas.
Nem sei como é o Bispo Macêdo, nunca vi, e talvez nem queira ver. Mas o Silvio Santos, aaaaargh!
Dos três ainda prefiro a Globo.

Jonga Olivieri disse...

E põe antiga nisso, Tavim...

Jonga Olivieri disse...

Você tem razão, JR, a Rede Globo ajudou a criar uma indústria que foi uma saída para a classe artística.
E quando digo criou, é porque ela já existia antes. Meu caro, você é do tempo da TV Tupi. Ela já exibia novelas e teleteatros etc. Aliás a escola veio daí...
E anteriormente, a Vera Cruz e a Atlântida (em outros tempos, outras realidade) já tinham este papel.

Jonga Olivieri disse...

Daí o meu título. Mary, querida... É difícil decidir por quem torcer a essa altura.
Já pensou o bispo Macedo comandando a comunicação de massas neste país?
Só dizendo "deus me livre!"